A Nossa Terra, Livro de Leitura para o ensino secundário, I volume, 1ª e 2ª classes · Museu Virtual da Educação, Cabo Verde

Procurar usando este tipo de interrogação:



Procurar apenas estes tipos de registos:

Objeto
Ficheiro
Coleção
Página Simples

Pesquisa avançada (apenas objetos)

A Nossa Terra, Livro de Leitura para o ensino secundário, I volume, 1ª e 2ª classes



Ficha Técnica

Número

LM/RDI/004

Designação

A Nossa Terra, Livro de Leitura para o ensino secundário, I volume, 1ª e 2ª classes

Nível de Ensino

Ensino liceal

Descrição

A Nossa Terra (I volume), da autoria de Francisco Augusto Xavier Rodrigues, destina-se à 1ª e 2ª classes do ensino secundário.
A capa é ilustrada com um desenho (tom vermelho escuro), que representa uma mulher e duas crianças e uma paisagem com plantas e árvores de frutos, tendo ao fundo a Torre de Belém. No topo da capa surge o título do livro e na parte inferior, numa caixa quadrada, o nível de ensino e as classes, seguindo-se  a menção: Lendas, Monumentos, Costumes e Instituições, Canções regionais, Paisagem, Arte, Indústrias, Educação moral e cívica. Na parte inferior da capa aparece o nome do autor e da editora. A contracapa tem, ao centro, o símbolo da editora.
As primeiras páginas são preenchidas com frases de Ramalho Ortigão e de G. Bruno e com o prefácio do autor que, após referir que alguns colegas acharam os trechos difíceis, recusa a simplificação demasiada para “crianças cujo desenvolvimento intelectual é capaz de compreender e sentir estes assuntos e a sua expressão tal com a apresento”. Segue-se uma página com o nome do livro e o texto “Uma aspiração realizada”, com um espaço para a data e o nome do/da aluno/a, que se compromete a "ler e a meditar as páginas deste livro que me fala da paisagem, da história, das artes, das indústrias, dos monumentos, dos costumes e das formosas lendas da minha Terra!" O livro contempla, em conformidade com os temas anunciados na capa, textos literários em prosa e poesia de autores consagrados, como António Feliciano de Castilho, Camilo Castelo Branco, Gil Vicente, Guerra Junqueiro, J. Leite de Vasconcelos, João de Deus, Júlio Diniz, Oliveira Martins, Ramalho Ortigão, Sidónio Pais, Teófilo Braga. Os textos são ilustrados com desenhos a preto e branco. A 1ª parte do livro destina-se à 1ª classe e a 2ª parte à 2ª classe, sendo esta dedicada a Portugal, às províncias, regiões e cidades, com referência a aspetos culturais, ao quotidiano e a acontecimentos históricos. As últimas páginas são dedicadas a África, às províncias ultramarinas, com ilustrações e trechos de índole vária.
Sobre Cabo Verde apresenta uma partitura intitulada “Os sem-ventura”, sem indicação do autor (p. 288). O índice está organizado por temas e, em cada tema, os textos são ordenados por ordem alfabética.

Material

Papel, tecido e tinta

Dimensões

Altura: 20,5 cm; largura: 15 cm

Proveniência

O livro pertenceu a Arnaldo Carlos Vasconcelos de França, aluno nº 13 da turma B da classe 1ª, ano lectivo 1936/37. Foi oferecido pelo Dr. Arnaldo França à Associação para a Promoção do Património Educativo e Cultural – ASPPEC.

Local (Exposição)

Sala de Exposições da ASPPEC, Escola Grande, Uni-CV.

Estado de Conservação

Deficiente

Bibliografia

Boletim Oficia do lGoverno da Colónia de Cabo Verde, Supl. nº 3 ao nº 10, 12 Março 1935.
Figueira, Manuel Henrique & Penim, Lígia. In Nóvoa, António (Dir.) (2003). Dicionário de Educadores Portugueses. Porto: Edições ASA, pp. 1208-1211.

Investigador

Maria Adriana Sousa Carvalho

Observações

Num concurso para livros para o ensino técnico, o livro A Nossa Terra foi rejeitado:
“Sobre as suas concepções [do autor, Francisco Augusto Xavier Rodrigues] face ao ensino da língua portuguesa, e o papel dominante que esta deveria terno contexto curricular do ensino secundário, e sobre os critérios científico-pedagógicos que presidiram à elaboração das selectas literárias, dois textos publicados em 1933 e 1934 elucidam-nos cm clareza. Ambos tomaram a forma de pequenos folhetos, mas constituem cartas endereçadas aos membros da Comissão de Ensino Técnico Profissional. Tanto no primeiro, Em defesa própria, como no segundo, Efemérides dum concurso de livros de leitura para as Escolas Industriais, Xavier Rodrigues argumenta contra os critérios que levaram a referida comissão a rejeitar as selectas que apresentou: A Nossa Terra (1º, 2º anos) e Leituras Portuguesas (1º, 2º e 3 anos em dois volumes). Contesta nestes escritos a decisão tomada, por considerar mal fundamentadas as apreciações da Comissão (Figueira & Pením, 2003, p. 1209).

Especificações

Editor

J. Rodrigues & Cª Editores, 186, Rua do Ouro, 188 - Lisboa

Produção

Composto e impresso no Centro Tip. Colonial L. Rafael Bordalo Pinheiro, 27 e 28 - Lisboa.

Ano de Edição

1935

Nº da Edição

9ª edição. “A Nossa Terra, dividida em dois volumes, destinada aos alunos dos liceus, teve uma enorme projecção, confirmada por treze edições entre 1921 e 1937.” (Figueira & Pením, 2003, p. 1209)

Disciplina

Língua Portuguesa

Nº de Páginas

328

Notas Técnicas

Livro encadernado. As folhas cozidas são cobertas por uma capa de cartão revestida de tecido e colada na lombada.

Geolocalização

Partilhar