História de Portugal para a 4ª classe · Museu Virtual da Educação, Cabo Verde

Procurar usando este tipo de interrogação:



Procurar apenas estes tipos de registos:

Objeto
Ficheiro
Coleção
Página Simples

Pesquisa avançada (apenas objetos)

História de Portugal para a 4ª classe



Ficha Técnica

Número

EP/RDI/020

Designação

História de Portugal para a 4ª classe

Nível de Ensino

Ensino primário

Descrição

História de Portugal para a 4ª classe, da autoria de João Pimenta, Armando Pimenta, Eduardo Jorge e Fernando Pires.
A capa é ilustrada com a fotografia de uma tapeçaria do séc. XVI, que representa a Chegada de Vasco da Gama a Calecut. Por cima da ilustração, apresenta os nomes dos quatro autores, a seguir o título e a classe a que se destina. Sob a ilustração, constam o nome e o local da editora. Na contracapa apresenta o símbolo das Edições Despertar.
Os autores, na Introdução, advertem que o “compêndio pode ser utlizado, quer segundo os métodos pedagógicos tradicionais, quer segundo os métodos de educação activa (…) num e noutro caso, o trabalho tornar-se-á fácil, dada a simplicidade do texto, a objectividade das gravuras e a clareza dos exercícios” (p. 3). O manual está dividido em 38 capítulos, desde a Lusitânia ao 28 de Maio e ao Estado Novo Corporativo. Cada página é encimada por uma gravura colorida e o texto, muito condensado, está organizado por tópicos numerados (letra vermelha). Na parte inferior da página, ao lado de uma ilustração apresenta o Vocabulário (uma palavra), Exercícios (perguntas) e Resumos "curtos e substanciais". Segundo os autores, os mapas que acompanham algumas lições, "são simples e, ao mesmo tempo, sugestivos". Nas páginas 86 e 8, apresenta um quadro cronológico dos principais acontecimentos e personagens estudados. A História de Portugal apresenta, de forma didática (com ilustrações a cores), um encadeameno cronológico de factos heroicos consentâneos com os valores e princípios impostos durante o Estado Novo.
Consultar:
Galeria - capa e páginas com descrições de batalhas, invasões e conquista de Portugal. Documentos - Excertos de uma comunicação de uma aluna da escola do Magistério Primário de Lisboa e de Nuno Miranda e C. A. Monteiro Leite (Cabo Verde) contra a cronologia de batalhas sangrentas.

Material

Papel e tinta

Dimensões

Altura: 24,5 cm; largura: 18 cm

Proveniência

Doação. Acervo da Associação para a Promoção do Património Educativo e Cultural – ASPPEC.

Local (Exposição)

Sala de Exposições da ASPPEC, Escola Grande, Uni-CV

Estado de Conservação

Deficiente

Bibliografia

Cabo Verde, Boletim de Propaganda e Informação, nº 92, Maio 1957, p. 11.
Proença, Maria Cândida (Coord.) (2000). Um século  de ensino da História. Lisboa: Edições Colibri.

Investigador

Maria Adriana Sousa Carvalho

Observações

Como corajosamente reconheceu uma aluna da Escola do Magistério Primário de Lisboa, nos manuais narra-se "a história que enaltece os feitos dos nossos, em detrimento dos feitos dos outros; a história que defende o assassínio e o roubo quando foi cometido pelos nossos" (in Proença, 2000, pp. 92/93). Em 1957, Nuno Miranda e Monteiro Leite defendiam, para a colónia de Cabo Verde, programas do ensino primário "que incluam noções elementares (mas não empíricas) de práticas rurais, domésticas e marinhas (conforme os casos), de preferência (...) à cronologia fastidiosa de batalhas sangrentas (...)" (Cabo Verde Boletim, Maio 1957, p. 11).

Especificações

Editor

Edições Despertar - Porto

Produção

Execução gráfica de Manufacturas Ambar - Porto

Ano de Edição

1966

Ilustrador

Os retratos do Presidente da República e do Presidente do Conselho de Ministros são da autoria do Pintor Henrique Medina.
No manual, os autores agradecem a Isolino Vaz, o artista talentoso que o ilustrou, e a Higino de Abreu, seu colaborador na execução das vinhetas e dos mapas.

Disciplina

História

Nº de Páginas

97

Notas Técnicas

Livro encadernado. As folhas cozidas são cobertas por uma capa de cartão colada na lombada.

Documentos

Clique num documento para o visualizar.

Geolocalização

Partilhar