Procurar usando este tipo de interrogação:



Procurar apenas estes tipos de registos:

Objeto
Ficheiro
Coleção
Página Simples

Pesquisa avançada (apenas objetos)

Painéis de azulejo no interior do Liceu da Praia



Ficha Técnica

Número

LP/EEQ/006

Designação

Painéis de azulejo no interior do Liceu da Praia

Nível de Ensino

Ensino liceal

Descrição

Na época colonial, o ambiente escolar estava impregnado de signos de doutrinação – em murais e nos compêndios escolares – que difundiam “a verdade nacional, isto é, a verdade que convém à Nação” (M. M. Carvalho, 2001, p. 80). Através do recurso a “uma linguagem profusamente valorativa, por vezes anacrónica, quase sempre absoluta, e apoiado numa leitura subjectiva e instrumental da história, o discurso oficial do Estado Novo glorifica um certo passado do povo português (a fundação da nacionalidade, os descobrimentos, a restauração), liga-o ao presente e eterniza-o” (Castelo, 1996, p. 132).
Este passado dominava o universo espacial do Liceu da Praia. As paredes interiores encontram-se decoradas com painéis de azulejos azuis sobre fundo branco, em homenagem aos feitos patrióticos dos portugueses e evangelização cristã.
Com a ajuda da descrição de Lourenço Gomes (2013, pp. 161-168), vamos visitar os cinco paineis: Ao subir a escadaria do lado da torre encontramos um painel, que representa Vasco da Gama na Índia perante o Samorim de Calecut. Continuando a subir, em direção ao segundo piso, vemos um painel dedicado a D. João I, rei de Portugal e à batalha de Aljubarrota. Percorrendo o corredor superior do edifício, e avançando no sentido da escadaria da torre, encontramos três painéis dedicados, respetivamente, à Restauração de Portugal, à celebração da primeira missa no Brasil e à prática dos primeiros atos de evangelização dos indígenas do Brasil.

Data

1959

Material

Porcelana.

Dimensões

Painel "Vasco da Gama na Índia perante o Samorim de Calecut": alt. 2m; comp. 3m;
Painel "Batalha de Aljubarrota": alt. 2,94m; larg. 4m; Painel "Restauração de Portugal": alt. 2,7m; larg. 4,2m; Painel "Celebração da missa": alt. 2,4m; larg. 3m; Painel "Evangelização no Brasil": alt. 2 m; larg. 2,5m.

Localização

Edifício do Liceu Domingos Ramos, Praia.

Fabricante/Autor

Fábrica de Santa Anna, Lisboa (os dois primeiros painéis).
Fábrica C. [Cerâmica] do Carvalhinho, Gaia (outros).
O painel Restauração de Portugal é apresentado "como cópia, ostenta a inscrição Fábrica C. do Carvalhinho – GAIA, significando o local onde esse conjunto foi preparado e com a assinatura de F. Gonçalves, que julgamos ser o pintor português contemporâneo (1893-1946) cuja referência é indicada por Fernando Pamplona (1991, p. 58)" (Gomes, 2013, p. 164).

Estado de Conservação

Bom

Bibliografia

Carvalho, Maria Adriana Sousa (2011). O Liceu em Cabo Verde: um imperativo de cidadania (1917-1975). Praia: Uni-CV.
Carvalho, Maria Manuela (2001). O ensino da História no Estado Novo. In Proença, Maria Cândida (Coord.). Um século de ensino de história. Lisboa: Edições Colibri, pp. 75-91.
Castelo, Claudia (1996). O modo português de estra no mundo: o luso-tropicalismo e a ideologia portuguesa (1933-1962). Porto: Edições Afrontamento.
Gomes, Lourenço (2013). Dimensão estética da obra arquitectónica e largo envolvente. In Carvalho, Maria Adriana Sousa & Gomes, Lourenço (Orgs). Memórias do Liceu da Praia. Praia: Edições Uni-CV, pp. 151-170. Gomes, Lourenço (2011). Urbe, memória e crítica de arte: Centro Histórico da Praia – Extremo Sul (de 1840 à actualidade). Praia: Edições Uni-CV.

Investigador

Maria Adriana Sousa Carvalho

Partilhar